5
set

A Praça dos Remédios

 Postado por: Carlos Zamith em Sem categoria

A Praça dos Remédios, uma das mais antigas de Manaus, Já foi um belo logradouro que recebia aos domingos, feriados e ao cair da tarde, grande número de famílias, especialmente das ruas vizinhas, para passeios e bons bate-papos.

 

Pouca gente sabe, porém que a sua denominação oficial era a tão pouco tempo (1996), “Praça Torquato Tapajós”, mesmo existindo até placa oficial no antigo casarão da Faculdade de Direito, esquina com a Rua Miranda Leão.

 

Praça dos Remedios

 

“Torquato Tapajós” era o nome oficial da” Praça dos Remédios”.

 

Pelo que consta nos livros de Atas da Câmara Municipal de Manaus a denominação de “Torquato Tapajós” vem do século passado, logo após o falecimento de Torquato Xavier Monteiro Tapajós, ocorrido em l897, mas a verdade é que o povo continuou a chamá-la de Praça dos Remédios, esquecendo por completo a denominação oficial.

Consta também que esse logradouro recebeu profundas reforma na gestão do então Prefeito José Francisco de Araújo Lima, no período de l925/l929 e que, na ocasião, o Chefe do Executivo da cidade mandou afixar a placa de identificação da Praça com o nome de “Torquato Tapajós”.

Pela Lei 343/96, foi dada a denominação de “Praça dos Remédios”.

Torquato Xavier Monteiro Tapajós, nascido em Manaus a 3 de dezembro de 1853, concluiu seus estudos no Rio formando-se com Engenheiro Geógrafo.

Related Posts with Thumbnails

Tags:

Esta matéria foi publicada, sábado, 5 de setembro de 2009, às 10:18 e está guardada na categoria Sem categoria. Participe do nosso RSS feed para ter futuros artigos entregues ao seu leitor de feeds. Se você gostou deste post ou não, por favor CONSIDERE escrever um comentário, ou trackback do seu próprio site.

30 comentários

 1 

Olá, sou estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário do Norte, e em meio as minhas pesquisas, encontrei o link do vosso site.

Gostaria de primeiramente parabenizar-lhe pelas informações de valor histórico da cidade de Manaus, e em segundo plano, perguntar-lhe se há a possibilidade de ser feito um artigo sobre o Cemitério São João Batista, que faz parte dos nossos Logradouros Históricos.

Seria bastante interessante pertinente aos leitores.

Desde já agradeço.

sáb, 12 de setembro de 2009, às 16:28
Carlos Zamith
 2 

Obrigado pelas referências. Quanto ao Cemitério São João Batista, não conseguir até hoje reunir algo a respeito. Pode ser que consiga após outras pesquisas.

ter, 15 de setembro de 2009, às 8:45
elizethe araujo
 3 

ola td bm? estive lendo sua materia e me interessou muito . Ha muito tempo tento localizar joao valerio de olvieira junior, filho do senhor joao valerio, o conheci em 1997, e gostaria muito de reencontra-lo , penso que voce poderia me dar alguma informacao sobre ele? se ainda mora em manaus? caso tenha algum contato por favor diga a ele sobre meu recado ficaria muito feliz de encontra-lo. obrigada aguardo uma resposta
araujo.elizethe@hotmail.com

sex, 18 de setembro de 2009, às 11:31
Cleyde Menescal
 4 

Maravilhosas informações de valor histórico extraordinário, esta mátéria sobre a cidade de Manaus, apaixonada como sou por tudo que se refere a Manaus antiga, estou deveras feliz, principalemte por encontrar uma foto do meu time do coração NACIONAL e onde está o nosso colega da SUFRAMA o PRETINHO (infelizmente já falecido). Parabéns!!!!!!

qua, 30 de setembro de 2009, às 13:54
Cleyde Menescal
 5 

Acho que deve estar havendo algum problema com o seu site, pois é a primeira vez que tentei deixar meu comentário e fui impedida, o que é uma pena.

qua, 30 de setembro de 2009, às 14:00
Mario Augusto Benarros
 6 

Oi bom dia

Gostaria de saber um pouco da Historia do Parque Amazonense. Sempre acompanhei a sua coluna nos jornais.

Um grande abraço e parabéns pelo site

seg, 02 de novembro de 2009, às 10:25
 7 

Prezaado Mário Augusto:
Tenho pronto um pouco da História do Parque Amazonense assim como a do estádio Vivaldo Lima, prontos para publicação. Cada um deles teem mais ou menos 140 págionas, com fotos e detalhes.

ter, 03 de novembro de 2009, às 8:21
 8 

O senhor não acha que a colônia Sírio-Libanesa,merecia um reconhecimento maior em forma de uma homenagem ,como nomede ruas e outras coisas pelo que fizeram em prol da nossa cidade.Famílias como Chamma,Seffair,Tuma e etc.

sáb, 25 de dezembro de 2010, às 21:42
PAULO LIMA
 9 

ACHEI MUITO INTERRESSANTE AS REPORTAGENS ,,ADOREI!!!!!!

ter, 29 de março de 2011, às 10:32
 10 

OLÁ, SOU PROFESSORA E ESTOU FAZENDO PESQUISAS PARA A FEIRA CULTURAL DA MINHA TURMA, APRENDI MUITO SOBRE A HISTORIA DA MINHA CIDADE, PRINCIPALMENTA A HISTORIA DA PRACA DOS REMEDIOS QUE ESTA ESQUECIDA PELOS NOSSOS GOVERNANTES.
OBRIGADA!!!!!!!!!

ter, 02 de agosto de 2011, às 8:36
Daniel Sales
 11 

Zamith. A Praça Torquato Tapajós era a Praça do Bairro dos Remédios, que teve essa denominação até o início da Queda da Borracha. Aliás, o atual Centro de Manaus, que tem como limites geográficos, Ao Norte, A Avenida Leonardo Malcher, a Oeste, a Rua Luiz Antony, ao Sul, o Rio Negro e A Leste, a O Bacia dos Educandos, era a própria Manaus do BOOM da Borracha (1892-1914), Cachoeirinha, que era a Zona Leste, era notável em chácaras, Flores, ao Norte, era longe demais (área rural). No Centro atual haviam SEIS bairros, e um deles era o dos Remédios. Os Sírio-Libaneses dominaram o local por grande tempo e, aquele importante espaço de Manaus deveria ser chamado de Líbano, Síria, ou Bairro Árabe, realmente.

seg, 15 de agosto de 2011, às 11:08
Armando Pereira
 12 

Envio um abração para todos de Manaus. A Igreja dps Remédops me tras muita saudade. Eu morei na rua Miranda Leão perto de uma Fabrica de Castanha e Borracha que ficava no final da Rua Miranda Leão r quando ia no Mercado Municipal “o mercadão” eu passa sempre na praça dos Remedios. Um beijão e um abração para todos de Manaus. OK!

qua, 24 de agosto de 2011, às 22:04
 13 

Muito bom ficar sabendo da história dessa cidade.
Nasci em outro estado, vim pra ca com 3 meses de nascido, e ate hoje ainda não sai daqui.

seg, 10 de outubro de 2011, às 15:41
 14 

Valeu ai Daniel Sales por essa conclusão sobre o assunto abordado. Me ajudou muito no trabalho de História. Valeu mesmo. Depois conto quanto eu tirei no meu trabalho

seg, 10 de outubro de 2011, às 16:00
maria jose varjao
 15 

Fique muito contente com estas informacao, nacien en manaus e estou a 35 anos fora, onde vivo hoje na alemanha, e nesta igreja eu foi batizada, e tenho muitas boas recodacaos, de minha infancia e quando vou ver minha familia, sempre passo para matar a saudede.

dom, 22 de janeiro de 2012, às 14:06
ALCIMARY MORAES
 16 

gostaria de saber mais desse bairro PRAÇA DOS REMEDIOS, Pois hj moro em um dos Prédios

sáb, 10 de março de 2012, às 10:38
ALCIMARY MORAES
 17 

gostaria de saber mais desse bairro PRAÇA DOS REMEDIOS, Pois hj moro em um dos Prédios
PARABÉNS!!!!

sáb, 10 de março de 2012, às 10:39
Carlos Zamith
 18 

ALCIMARY;
tudo o que tenho sobre a praça dos remédios foi publicado no meu blog.
www bauvelho.bom.br

seg, 12 de março de 2012, às 8:29
wilame
 19 

Esse blog e Fantástico …. Sem comentários …

qua, 18 de abril de 2012, às 14:31
Ana Cláudia Ayres
 20 

Como funcionária da Câmara Municipal , sua colega de trabalho e como manauara, sinto-me orgulhosa de acompanhar todo esse trabalho desenvolvido pelo senhor, como forma de amor a Manaus! Parabéns!

qui, 07 de junho de 2012, às 22:29
Carlos Zamith
 21 

A|na Cláudia:
Obrigado pelas suas palavras

sex, 08 de junho de 2012, às 8:29
Alexandre Melo
 22 

Olá boa tarde, Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Metropolitana de Manaus – FAMETRO.
Ao procurar registros históricos sobre a construção do prédio da Faculdade de Direito na Praça dos Remédios encontrei o seu site e achei muito interessante. Gostaria de saber como faço para conseguir registros da construção deste prédio, poderia nos ajudar?

qui, 13 de setembro de 2012, às 15:51
maria
 23 

Óla sou estudante de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário do Norte, e gostaria de saber mais sobre a história da praça Santos Dumont. Desde já agradeço

sex, 26 de outubro de 2012, às 21:36
Geraldo Pinheiro de Souza
 24 

Olá, moro aqui em Minas há vinte e tres anos, no entanto, lembro da minha cidade através do baú velho.

sex, 12 de julho de 2013, às 16:37
Mauro Chamma
 25 

Como fazendo parte da família de um dos primeiros moradores das redondezas da praça dos remédios ( neto do seu João Chamma ), venho parabenizá-lo pelo mostrar e falar de como era manaus antiga.Morei muitos e muitos anos na Rua dos Andradas ,jogávamos bola aos domingos dentro da Faculdade de Direito e à noite bola na Praça em frente à Faculdade.Até hj nossa turma se reúne uma vez por mes.Foi uma infancia maravilhosa!!!

ter, 06 de maio de 2014, às 0:06
valmir ferreira de souza
 26 

Gostei muito do site , sou academico do curso de direito da ulbra e estou fazendo minha monografia sobre acessibilidade nas calçadas , ja procurei e não encontrei a seguinte informação

em que local foi construida a primeira calçada de manaus e o ano , e o tipo de material empregado , para que eu possa enriquecer o meu conhecimento

ter, 20 de maio de 2014, às 1:01
Carlyle Zamith
 27 

Valmir, confesso que eu não sei em que local foi construída a primeira calçada de Manaus, ano e tipo de material empregado, mas prometo que irei procurar nos alfarrábios deixados por meu pai. Fica ligado no Baú Velho que qualquer hora dessa pinta por aí.

ter, 03 de junho de 2014, às 23:06
Carlyle Zamith
 28 

Mauro, velhos tempos e belos dias, não é mesmo?

ter, 03 de junho de 2014, às 23:16
Francileide
 29 

Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo da Fametro e procuro informações sobre a Casa JG Araújo se possível a planta baixa.

sáb, 20 de setembro de 2014, às 14:22
Eldenir Rocha
 30 

fiquei contente por relembrar algumas coisa de minha infancia.
Obrigado

ter, 28 de outubro de 2014, às 20:46

Deixe um comentário

Nome (*)
E-Mail (não será publicado) (*)
Site/Blog/Orkut/etc...
Escreva aqui seu comentário